Revista Conservar Património | Comunicado

ARP 100Informa a direcção da ARP que o director da revista Conservar Património, Professor António João Cruz, apresentou no dia 25 de julho o pedido de demissão das suas funções, pedido que foi aceite por parte da primeira.

Desde janeiro de 2019 que foi decido pelas partes a elaboração de um texto a constar no regulamento da ARP que enquadre o funcionamento da revista no seio da associação, decorrente do vazio existente actualmente – aspecto sublinhado por várias direcções da ARP ao agora director demissionário da Conservar Património.

O texto final mereceu a concordância na globalidade por parte dos intervenientes, com excepção de um único ponto, que motivou a situação em questão. Definiu a direcção da ARP como responsabilidade da direcção da revista o seguinte:

“As regras de funcionamento da revista, mais concretamente as que têm que ver com o funcionamento da sua direcção, as responsabilidades dos diferentes intervenientes na mesma, os critérios e os procedimentos editoriais, os protocolos de tratamento de reclamações, assim como, com qualquer outra actividade inerente ao normal funcionamento da revista, estão definidas e estabelecidas em regulamento próprio elaborado pela direcção da revista e aprovado pela direcção da ARP”.

Considerou o director da Conservar Património este ponto como uma tentativa de intromissão no funcionamento da revista e uma excessiva burocratização da mesma. Face ao exposto, pretende a direcção da ARP esclarecer o seguinte:

  1. 1. Nos actuais estatutos e regulamentos da ARP não existe qualquer ponto que enquadre o funcionamento da revista no seio da associação. Que defina a relação entre as partes e o âmbito de responsabilidades dos envolvidos.
  2. 2. A direcção da revista Conservar Património tem total autonomia científica, sendo este aspecto salvaguardado no texto final que constará no regulamento da ARP e que carece ainda de aprovação dos associados – quer isto dizer que a direcção da ARP não interfere na actividade editorial da revista.
  3. 3. Apesar de existirem várias normas de funcionamento da revista já referidas no site da mesma, considera a direcção da ARP ser necessário a existência de um documento que contemple todos os aspectos mencionados acima, como forma de salvaguardar o correcto funcionamento da revista no futuro, independentemente dos intervenientes.
  4. 4. A aprovação do regulamento pela direcção da ARP remete para as responsabilidades legais que a associação tem como proprietária da revista e como entidade que assegura a publicação da Conservar Património – mais concretamente em assegurar o cumprimento da missão da revista e a aplicação de directrizes internacionais de âmbito editorial, em publicações científicas.

Sublinhamos que o texto que motivou esta situação carece ainda de aprovação por parte dos associados, podendo ainda ser alterado na assembleia geral que vier a ser realizada para discussão e aprovação dos novos estatutos e regulamento interno da ARP.

A direcção da ARP considera que a proposta apresentada é a que melhor permite salvaguardar os interesses da Conservar Património e o seu normal funcionamento no futuro, sem colocar em causa a independência da revista e sem que a ARP abdique das suas responsabilidades legais no âmbito da publicação da mesma.

A ARP agradece publicamente o trabalho de 15 anos do Professor António João Cruz e de todos que com ele colaboraram nesse período. Agradece o contributo inestimável e inequívoco que teve no crescimento e projecção internacional que a revista possui actualmente e no desenvolvimento e afirmação da conservação e restauro e dos seus profissionais. Esse é o legado que deixa e que merecerá sempre a nossa maior gratidão.

Nos próximos dias anunciaremos um novo director, que assegurará a continuidade do trabalho levado a cabo e o normal funcionamento da Conservar Património, mantendo-se até lá a actual direcção em gestão corrente.

Pela direcção da ARP, o Presidente

Rui Câmara Borges



1995 © ARP - Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal. Todos os direitos reservados.
Morada: Apartado 26002 Lisboa, 1201-800 Lisboa  - Portugal
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | Facebook